Here’s Johnny!!! O iluminado

Review  baseada no filme que por ventura me chamou bastante atenção (sim, assisti 3x num final de semana e numa madrugada só).

O filme que foi produzido e dirigido por ninguém menos que Stanley Kubrick, foi estrelado por Jack Nicholson (Jack Torrance), Shelley Duvall (Wendy Torrance), Danny Lloyd (Danny Torrance) e Scatman Crothers (Dick Halloran). Como falei anteriormente o filme é baseado no romance de Stephen King de 1977 (existem mudanças significantes entre os dois).

A estória se desenrola com Jack Torrance, um escritor à procura de solidão para ajudar na sua escrita, aceita um emprego como zelador de um hotel isolado, o Hotel Overlook. Danny seu filho, possui habilidades psíquicas, tornando-o capaz de ver coisas do passado e do futuro. Logo depois de se instalarem no hotel, a família fica presa no hotel devido a tempestade de neve e Jack torna-se gradualmente influenciado por uma presença sobrenatural, ou um instinto oculto, acaba sucumbindo a loucura e tenta assassinar sua esposa e seu filho.

O filme em si, tem um clima tenebroso, não há apelo visual para o terror e isso acaba dando um clima bastante tenso, você acaba assistindo o filme meio desconfiado de tudo que o protagonista faz, é bastante interessante ver como Jack Torrance é cruel, suas expressões faciais, seu modo de agir com Wendy, demonstram que mesmo sem nenhuma presença sobrenatural, provavelmente aconteceria algo parecido. Outra coisa bastante foda, é a cena em que Dick Hallorann, conversa com Danny, sem mover os lábios e lhe diz a verdade sobre os “Iluminados”, que são uma especie de pessoas dotadas de poderes psíquicos, coisa que não é tão explorada no filme. No caso de Danny, seu amigo Tony, que provável que seja a entidade iluminada dentro do pobre garoto, é muito assustador a forma em que eles se comunicam, Tony “possui” o dedo indicador de Danny, e os dois conversam ali, com a mesma língua, inclusive atuação mais que ótima de Danny Lloyd (que medonho, você ter o nome do seu personagem), que se torna ainda mais aterrorizante quando ele chega a Wendy para avisar sobre os assassinatos

Em questão de técnicas de filmagem, temos a assinatura de Stanley Kubrick, com sua tão magnifica técnica de One-Point Perspective, isso aliado as cores marcantes, não são em sua maioria cores vibrantes, mas sim marcantes, tornando um simples cena em um banheiro, algo memorável ao extremo.

Quanto ao final do filme (não vou spoilar relaxe), é um hiato um tanto quanto proposital, resta-nos esperar Doutor Sono, que é a promessa de sequencia do tão brutal The Shining!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s