F*ck Society! – Mr. Robot!

We’re all living in each other’s paranoia.” – Elliot

Calmem abigos, estamos diante de uma das séries mais conceituas dos últimos tempos, depois de Breaking Bad, com nosso Mr Heisenberg, agora temos Mr. Robot, criada por Sam Esmail, começou a ser exibida em junho de 2015, o que mais chama atenção na obra em si é a demonstração dos problemas sociais que a tecnologia nos causou, o como estamos “expostos” e como é “fácil” descobrir tudo sobre um ser humano, apenas pelo seu perfil na rede mundial de computadores.

Eu me interessei bastante pela série pelo simples fato dela retratar muita realidade, é claro que tem as “nóias” (afinal é um seriado de TV), e como sou estudante de Engenharia da Computação, uma série que envolve hackers me caiu bem, não sei, foi amor a primeira vista.

Espero não spoilar nada, pois neste tipo de série, não é legal, alias em nenhum tipo né, enfim vamos ao “review”.

Nosso protagonista aqui é Elliot (Rami Malek), que alias é muito bem “representado”, pois Rami Malek consegue parecer um problemático tão fácil, com esses olhos enormes, ele consegue transmitir realmente o que o personagem sofre, Elliot é um jovem programador, técnico de segurança virtual numa empresa de T.I durante o dia, coisa bem comum hoje em dia, jovens nesse meio e etc, a noite a coisa muda, ele se torna um hacker vigilante, “vigiando” todas as pessoas no seu meio social e tentando entender de certa forma por que são como são.

O nosso jovem psicótico protagonista se vê em desespero quando o líder (Christian Slater) de um misterioso grupo de hackers o recruta para destruir a firma que ele é pago para proteger. Motivado pelas suas crenças pessoais, ele luta para resistir à chance de destruir os CEOs da multinacional que ele acredita estarem controlando – e destruindo – o mundo, a Evil Corps (nome bem convincente).

Mr-Robot-Tyrell-615x338

Prepara-se para plot twists, a série possui um em particular que é um soco no saco, você suspeita que isso em algum momento, dai alguns episódios te desacreditam, ai depois vem um soco beeeeem dado no saco, admiro que consegue fazer um roteiro com espaço pra isso, é simplesmente genial!

Durante alguns episódios Elliot visita uma psicologa, e seus monólogos são dignos de se analisar, refletir e conversar.

Em termos  “técnicos”, toda a direção de fotografia ao menos ao meu ver é perfeito, o roteiro é muito bem “bolado”, trazendo esses reviravoltas que gostamos tanto de ver, de resto ao menos para o meu ser, ficou perfeito.

Atualmente (enquanto escrevo isso), só temos disponível uma temporada de apenas 10 episódios, onde desenrolamos esse enredo maravilhoso (ao menos pra mim).

“A bug is never just a mistake. It represents something bigger. An error of thinking that makes you who you are.”

A segunda temporada está prometida para o dia 13 de julho de 2016! Nos resta esperar o desenrolar \o/  fsociety00.dat

10/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s