A Guerra dos Tronos – As Crônicas de Gelo e Fogo

 

Bom para início de conversa (textão incoming…), sei que muitas pessoas (eu incluso)
conheceram Game of Thrones devido a sua série de TV e sua repercussão por ser sempre polêmico e brutal, o mais incrível é que o primeiro livro foi lançado originalmente em 1996 e sua série em 2011, exibida pela HBO. Queria logo adiantar, sou um “escritor” em
ascensão então não manjo dos paranuê de manter um rumo certo em alguns lugares, sou bastante distraído também o que pode dar à uns desvios de assunto, mas é claro que com o tempo (assim espero), eu vou melhorando, com essa review (?!) quero mostrar os fatos importantes e que marcaram tanto no livro como no seriado, é capaz de eu dividir em algumas partes para não ficar tão massivo a leitura.

“The Wall” 

O livro inicia-se juntamente onde a série se inicia (em quesito cena), um grupo de integrantes da Patrulha da Noite, não vou citar nomes de personagens secundários a não ser que sejam úteis para o entendimento, enfim este grupo está lá para patrulhar, e acabam dando de cara com os Outros, que são nada mais nada menos os White Walkers,
uma espécie zumbi com olho azul, com umas espadas maneiras e ódio de fogo e calor
humano, em meio à este ataque que diga-se de passagem é uma puta cena perturbadora. Apenas um patrulheiro sobrevive, ele corre como se não houvesse amanhã, e acaba sendo capturado no exterior de um pequeno povoado nos montes, ali pertinho de Winterfell (já explico, relaxe).

 

Na patrulha da noite, desertar é um crime mortal, então sin
to dizer que o rapaz foi condenado à Gelo, que nada mais é a espada de duas mãos de Eddard Stark (the winter is coming…), que lhe foi dada pelo pai que herdou de seu pai, e por ai vai, uma obra de arte em forma de espada nomeada Gelo, enfim, Eddard Stark é pai de: Robb, Bran, Arya, Sansa, Rickon e Jon ( de procedência duvidosa), é um homem integro, honrado e com o sangue puro do Norte, Lorde de Winterfell, uma cidade no extremo norte, com seu clima depressivo e sombrio, o frio lhe dava essa sensação de perigo eminente, bom, voltando à

Família Stark 

execução, antes de morrer o pobre fujão adverte do que viu, mas ninguém lhe dá ouvidos, afinal os Outros morreram à milhares de anos e ninguém daria ouvidos à um desertor da Patrulha. Nesta ocasião estavam todos os filhos menos Rickon (que é um bebê praticamente, no livro), Jon Snow, (por ser bastardo* em todos os 7 reinos havia um sobrenome para bastardos, no Norte como seu clima frio característico lhes dão o sobrenome Snow), ao lado de Bran, o orienta a não fechar os olhos durantes a execução para deixar o pai orgulhoso de sua bravura. Nesta parte o livro se difere da série, o livro descreve o desertor como um “era velho e descarnado, não muito mais alto que Robb, perdera as orelhas e um dedo, queimados pelo frio…”

*Bastardo : gerado fora do matrimônio; adulterino.

 

Acelerando um pouquinho, porque isso é uma resenha/hyperizador/resumo.

 


Trono de Ferro

Ned Stark não vê o Rei Robert Baratheon desde o fim da rebelião, em que o ajudou a derrotar os Targaryen que reinavam Westeros e assumir o temível Iron Throne (trono de ferro(aquele com um monte de ferro sabe?)) , após a rebelião (também chamada de Guerra do Usurpador), Robert casou-se com Cersei Lannister e “teve com ela” três filhos: Myrcela, Tommen e o odiado Joffrey. O que gera certa surpresa em Ned é, encontrar o seu velho amigo de campo de batalha em um estado deplorável, gordo e bêbado, totalmente diferente do Rei que matou o Príncipe Rhaegar Targaryen com seu martelo de guerra.

Os Starks sempre atentos a que o inverno está chegando, e com o verão que durou
aproximadamente 10  anos (Nem os livros e nem a série deixam isso claro(digo em números)), sabem que  quanto maior o verão, pior e mais longo será o inverno e com isso muitos maus presságios também (cof cof White Walkers cof cof).Além dos Starks, ao longo do livro, são apresentadas algumas outras familias da imensa Westeros que são os : Lannisters, Baratheon, Arryn, Targaryen, Tully, Tyrrel, Clegane e algumas outras.

Daenerys Targaryen
Vyseris Targaryen

No plot dos Targaryen, te
mos Daenerys junta com seu
irmão Vyseris ( os “últimos” targaryen), após a rebelião de Robert, eles fugiram de Westeros para não

morrerem devido a fama de loucura dos Targaryen e até então estão vivendo de favor em uma terra estranha, buscando voltar a Westeros e tomar o que lhes são de direito.

 

Acredite, independente da versão que você irá ler(pocket ou normal), será uma leitura rápida, mesmo sendo enorme, os livros não te desanimam na leitura, é inteligente e empolgante desde a primeira página até a última. É uma leitura quase que obrigatória a todos os fãs da série de TV, mostrando o começo de muitas profecias, lendas  e contando a história de muitos personagens que a série ignora.

George Martin

George Martin é um gênio, isso ninguém nega, suas
obras são sempre comparadas ao grandiosismo Tolkien, não existem elfos em Game of Thrones mas sim uma guerra entre familias e sua inesgotável fome de poder.

Aqui alguns links úteis para expansão de conteúdo:

 

 

Anúncios

Um comentário em “A Guerra dos Tronos – As Crônicas de Gelo e Fogo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s